Polícia retira acusação que prendeu mulher por orar em silêncio na rua, perto de clínica de aborto.

Home Deus Vult Polícia retira acusação que prendeu mulher por orar em silêncio na rua, perto de clínica de aborto.
Publicado: Última atualização

"Me senti como se estivesse no livro 1984, onde o Estado (Grande Irmão) tem a polícia do pensamento", disse Isabel Vaughan-Spruce.
“Me senti como se estivesse no livro 1984, onde o Estado (Grande Irmão) tem a polícia do pensamento”, disse Isabel Vaughan-Spruce.

A polícia de West Midlands, no Reino Unido, retirou acusação contra Isabel Vaughan-Spruce, presa em março do ano passado pela segunda vez pelo “crime” de orar em silêncio em área de censura (!!!), conhecida como “zona tampão” (áreas próximas a clínicas de aborto).

Está gostando do conteúdo? Nos ajude compartilhando:

[DISPLAY_ULTIMATE_SOCIAL_ICONS]

Orientações à polícia do Reino Unido

A decisão da polícia de não processar Vaughan-Spruce ocorreu após a ministra do Interior do Reino Unido, Suella Braverman, publicar uma carta aberta orientando os departamentos de polícia de todo o país a evitar a politização da aplicação da lei.

A carta explica diretamente que “a oração silenciosa, em si mesma, não é ilegal” e “manter opiniões legítimas, mesmo que essas opiniões possam ofender outras pessoas, não é uma ofensa criminal.

Isabel Vaughan-Spruce lembrou o romance distópico do autor britânico George Orwell, intitulado “1984”, dizendo:

“Não estamos no 1984 – eu nunca deveria ter sido presa ou investigada simplesmente pelos pensamentos que eu mantenho em minha própria mente.”

E prosseguiu:

“A oração silenciosa nunca foi um crime. Saúdo a decisão da Polícia de West Midland de encerrar a investigação e o seu pedido de desculpas pelo tempo que levou para encerrá-la, mas é importante destacar as implicações extremamente prejudiciais deste tipo de lei, não apenas para mim, mas para todos os que se preocupam com as liberdades fundamentais (liberdade de expressão é uma das liberdades fundamentais) no Reino Unido”.

Opinião: O identitarismo está avançando em todo o mundo e precisamos proteger nossas liberdades fundamentais da militância histérica e intolerante das ditas “minorias”.

Gostou do nosso conteúdo? Nos ajude compartilhando:

[DISPLAY_ULTIMATE_SOCIAL_ICONS]



NOSSAS REDES


ÚLTIMAS


POSTS RECENTES

Deixe um comentário

O Barueri Livre nasceu para levar as notícias de Barueri, São Paulo, Brasil e do mundo, sem papo furado e sem inutilidades. Também queremos levar opinião sobre diversos temas sob a cosmovisão da milenar tradição cristã.
Fale conosco: contato@baruerilivre.com

@2024 – Todos os Direitos Reservados.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00